Educação: O ataque com fita adesiva na escola(Kleberbandattacke in der Schule)

Educação
Erziehung
Fecha a matraca!
Era um dia daqueles para a professora. Pedia silêncio. A gritaria não parava.  
O que fazer para controlar os alunos? Que método usar? Como agir?
Sem saber mais o que fazer para controlar o bafafa, a professora irada ameaça com a fita adesiva.
Cola uma, cola duas, cola três, quatro, cincom seis, sete. Fecha a matraca da mulecada.
Uns chocados, outros em pânico. A professora pirou. Curto-circuito no célebro da fessora. 
(Imagem: Imago)
Deve-se tolerar esse tipo de disciplina? Esse método brusto?
De forma alguma. Nem na pequena cidade de Dessau-Roßlau (Saxônia Anhalt/Alemanha) nem em qualquer outro lugar.
Esta foi a opinião dos pais, da Secretária de Ensino, do Ministéria da Educação.
A rua era o único caminho justo que restaria à “Educadora”. Despedida sem nenhum direito trabalhista, ela agora terá mais tempo para pensar em seus atos e e métodos de repressão.
A Alemanha também não tolera qualquer ato de violência contra crianças.
Quer ler mais sobre o assunto em alemão? Leia tudo abaixo e consulte as fontes usadas.
Esse não foi o único caso conhecido. na Áustria ficou conhecido o caso da professora italiana que também usou a fita adesiva para contrar o falatória de alunos de 6 anos na aula de Língua Italiana.
Parece que deve haver algum tipo de ameaça nesses casos, os alunos não contam a seus pais o ocorrido em sala de aula.
No caso austríaco o caso veio à tona por acaso. Num aniversário, algumas crianças colaram a boca de bichinhos de pelúcia co fita adesiva. Os pais, surpresos, perguntaram porque o fizeram, a resposta: “A professora faz isso com a gente também”.
Lecionar é uma Arte. Sem talento, sem sucesso.
Professora Fábia

  

—————————————————————————————————————————

Lehrerin klebt Schüler Klebeband auf Mund

Erschienen am 03. März 2009 | rev
Kindern wird häufig von Erwachsenen der Mund verboten. (Bild: Imago)
Einer Grundschullehrerin aus Dessau-Roßlau, die geschwätzigen Schülern den Mund mit Klebeband zugeklebt haben soll, ist fristlos gekündigt worden. “Das sind Erziehungsmittel gewesen, die mit unserem Wertekanon definitiv nicht vereinbar sind”, erklärte eine Sprecherin des Landesverwaltungsamtes. Eine Weiterbeschäftigung der Pädagogin sei unzumutbar für die Kinder, deren Eltern, die Lehrerschaft und das Land.

Von Lehrerin unter Druck gesetzt?

Eine betroffene Mutter berichtet: “Unserem Sohn wurde von der Lehrerin der Mund mit Klebeband zugeklebt, weil er geschwatzt hatte.” Dies sei nur zwei Tage vor den Weihnachtsferien geschehen. “Da kann man doch nicht still sein”, erklärt die Mutter, die sich mit einer Beschwerde an das Landesverwaltungsamt wendete. Ihr Brief sollte Folgen haben: Nach Gesprächen unter mehreren Eltern habe sich herausgestellt, dass es noch mehr solcher Fälle gegeben haben könnte. Insgesamt seien sieben konkrete “Klebeband-Fälle” bekannt geworden, welche zum Teil schon eineinhalb Jahre zurücklägen. Die Mutter glaubt, dass die Kinder von der Lehrerin “unter Druck gesetzt wurden”, weil sie zu Hause nichts von den Vorfällen erzählten.

Quellen (Fontes):

Sobre Mª Fábia P. V. Willems

Professora & tradutora de Português e Alemão. Ama as letras, é curiosa e gosta de fotografar. Quer dividir experiências, fazer novos contatos e buscar novas oportunidades de trabalho.
Esse post foi publicado em 5 ALEMANHA, SUÍÇA & ÁUSTRIA, 7 ATUALIDADE & CURIOSIDADES (Aktuelles & Kurioses) e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Educação: O ataque com fita adesiva na escola(Kleberbandattacke in der Schule)

  1. Pingback: Links e Artigos do Blog relacionados à Alemanha e à Língua Alemã | LINGUACULTURA - Aprendizagem de Línguas e suas Culturas - Dicas de Viagens - Curiosidades

Deixe um comentário para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s