10 Super dicas para viver na Alemanha sem problemas

10 Super dicas para viver na Alemanha sem problemas

Por: M. Fábia P. V. Willems

1dicas_morar_na_dt1

Fotomontagem © Fábia Willems

Você quer  viver na Alemanha e procura dicas para facilitar sua vida no país?

Se você está querendo mudar de país é fundamental informar-se melhor sobre ele. Procure saber um pouco sobre os aspectos culturais e sociais, assim como sobre a situação econômica. Em seguida, inscreva-se num curso de línguas. É preciso planejar tudo com muita atenção para evitar surpresas desagradáveis, principalmente quando se quer imigrar com a família. Pense em suas chances reais de conseguir um trabalho. Pesquise se o país está oferecendo uma oportunidade de emprego para profissionais especializados e oferece o Bluecard (uma autorição para se viver e trabalhar na Europa, semelhante ao Greencard dos americanos). Consulte o consulado do país em vista sobre esta possiblidade. Estudantes e pesquisadores podem tentar conseguir uma bolsa de estudos através do Programa “Ciência sem Fronteiras”, oferecido pelo Governo brasileiro em convênio com universidades de todo o mundo. Estas são algumas das dicas que este artigo tratará. Leia mais detalhes abaixo. Faça suas anotações e não deixe nada para depois. Desta forma, você facilitará sua sua vida no exterior e evitará decepções futuras. Nossas dicas são direcionadas para quem quer viver na Alemanha, porém podem ajudá-la(o) caso pretenda ir para outro país também.

Siga as recomendações abaixo e tudo dará certo. Desejamos-lhe uma boa estadia na Alemanha e sucesso em tudo.

 

  1. Informe-se melhor sobre o país e sua cultura!

                                                             Mapa da Alemanha – Foto: Google.de

 

Tenha em mente que você terá de conviver com pessoas que podem pensar e viver de forma bem diferente que você. Caso você seja do tipo de pessoa que não gosta de seguir muitas regras, não more na Alemanha, por exemplo. Os alemães são famosos por sua mania de organização e disciplina e o mesmo eles esperam de você.

Que tal visitar este país virtualmente primeiro, fazendo uma pesquisa online? Seguem aí alguns sites interessantes para você:

  • A página oficial do Governo Alemão oferece várias brochuras gratuitas sobre o país em várias línguas. Infelizmente o português não faz parte delas, mas o material está disponível em  inglês, alemão e francês.
  • No Fórum “Brasil-Web” , brasileiros e alemães podem trocar informação sobre tema relacionados aos  dois países, trocando informações e dando dicas legais.

 

  1. Informe-se sobre o lugar onde pretende morar! Fica numa cidade ou no interior? Tem tudo que preciso por perto?
dicas_morar_na_alemanha4Viver na cidade ou no interiror?  Fotos © Fábia & Manfred Willems

Se você está acostumado com a vida na cidade grande e vai parar numa vila, talvez isso lhe agrade, principalmente porque precisa de um carro para você ir trabalhar na cidade vizinha e outro para sua família. Os ônibus costumam passar de hora e hora e é sempre bom saber o horário deles para não virar picolé no ponto de ônibus num frio de -20° 😉

Morar numa cidade seria bom porque há várias opções de transportes públicos de boa qualidade e ótimas conecões. Nestes, encontram também pessoas elegantes com colares de outros com pedras precisas e anéis com diamente, já que as cidades são normalmente seguras durante o dia. Informe-se sobre os índices de criminalidade em sua cidade para não ser surpreendido num parque ou rua escura ao anoitecer.

Uma pesquisa na internet pode ajudar. É só colocar o nome da cidade, pôr um ponto (.) e colocar a abreviatura “de” (da Alemanha). Veja o exemplos abaixo:

www.berlin.de

www.frankfurt.de

www.stuttgart.de

Estas páginas podem ser lidas em diversas línguas. Fique atenta(o) às bandeirinhas no topo da páginas web, principalmente do lado direito da tela. Você também pode mudar a língua, clicando na palavra “Sprache” (língua, em alemão). A maioria das cidades não oferecem uma tradução em português, mas tente lê-la em espanhol se não dominar o inglês.

Se você vier para Stuttgart, leia o artigo que escrevi sobre a cidade em Português aqui.

 

  1. Comece a estudar a língua do país o mais rápido possível! Você quer se comunicar com as pessoas, trabalhar e fazer novos amigos, certo?
Jahresrückblick - Rechtschreibreform tritt in KraftEstudar alemão exige dedição     Foto: Duden.de

Poder comunicar-se com as pessoas é fundamental para uma boa adpatação. Se você já fala inglês e pensa que isso é suficiente para „se virar“, está muito enganada(o). Nem todas as pessoas falam inglês! Os alemães não aceitam com bons olhos uma pessoa que vive no país e não se interessa por seu idioma. Seria como uma forma de afronta à cultura local.  Um sinal de ignorância ou burrice mesmo.

Fazer um curso de Treinamento intercultural pode ajudar a entender a cultura do país mesmo antes de chegar nele, evitando assim um choque cultural já nos primeiros dias. Algumas empresas no Brasil oferecem um treinamento assim quando enviam um funcionário brasileiro para a Alemanha ou vice-versa. 

Se você for morar em Stuttgart ou região, poderá fazer um curso de alemão especial para brasileiros ou ter aulas particulares para tirar as dúvidas que lhe impedem de progredir. Nossos cursos podem ser só em alemão ou em alemão e português. Às vezes, é melhor ter aqueles temas mais complicados de gramática explicados em português para economizar tempo e nervos. Entre em contato conosco por email: linguacultura@aol.com 

linguacultura_face5

 

  1. Informe-se (no Brasil!) sobre as possibilidades de conseguir um visto de residência! Você não quer viver como um fora da lei, quer?
DSC02749 A polícia (die Polizei): sempre de olhos abertos        Foto © Fábia Willems

 

Para visitar um país da Comunidade Europeia você não precisa de um visto, mas você só pode ficar 3 meses!  Claro que a Polícia Federal vai ficar de olhos bem abertos nos eroportos e fazer inúmeras perguntas antes de autorizar sua entrada em desses países. Caso não consiga provar que tem condições financeiras para manter-se ou apresentar uma Carta-Convite, comprovando assim que um morador do país é “responsável” oficilamente por você. Há algumas opções, como um visto de:

  • estudante (de um curso de alemão ou curso universitário),
  • Au-Pair (viver numa família, ajudando a cuidar das crianças),
  • visto de trabalho (caso já tenha um) ou
  • visto por ter um parente alemão.

Informe-se melhor no consulado alemão mais próximo ou visite o site da Embaixada Alemã no Brasil!

Gostou da opção n° 2? Esta é uma ótima opção! Economize e curta sua estadia com uma família alemã, brinque com as crianças, conheça o país, faça um curso de alemão e ainda ganhe cerca de 270 Euros por mês.  Se der sorte, a família ainda se habilita a pagar seu vôo. Demais, não é? Veja mais informações sobre um visto de Au-pair no Blog “Pergaminho Amarelo”. Ah, rapazes também podem se candidatar! 

 

 

  1. Quer trabalhar na Alemanha?

 Foto: blogvitaeprofessionals.blogspot.com

O seguro de saúde é obrigatório para viajar, estudar ou trabalhar na Alemanha, assim como um visto se você for ficar mais de 3 meses. Fique bem atenta(o) a estas dicas:

  • Você ainda não tem um emprego na Alemanha?

Caso queira morar na Alemanha e ainda não tenha onde trabalhar, mas já cursou o ensino médio, fez um curso profissionalizante, um curso tecnológico ou curso universitário, tente informar-se melhor sobre o chamado “Cartão Azul” (Blue Karte). A Alemanha está precisando de mão de obra qualificada, principalmente nas áreas técnicas e de medicina. Por isso, o país está oferecendo um contrato de trabalho por um determinado período para alguns profissionais estrangeiros. Informe-se a respeito no site abaixo:

http://www.bluecard-eu.de/blaue-karte-eu-deutschland/ (em alemão)

http://www.bamf.de/DE/DasBAMF/Aufgaben/BlaueKarte/blauekarte-node.html (em alemão)

http://www.bamf.de/SiteGlobals/Forms/Sprachumschaltung/DE/Sprachumschaltung_Formular.html (em inglês)

 

  • Você será transferido por sua empresa para a Alemanha?

Se você será transferido por sua empresa no Brasil, a empresa tratará de todos os detalhes, desde a procura de uma casa até de uma escola para seus filhos e cursos de línguas para todos. Preste atenção ao assinar seu contrato de trabalho e nos benefícios que tem direito quando chegar no país.

  •  Você ainda não é casada(o) oficialmente e quer morar com a(o) parceira(o) na Alemanha. O que fazer?

Você só vive junto com alguém? Sendo assim, sua parceira ou seu parceiro não poderá viver no país. Pode somente entrar como turista e ficar 3 meses. O jeito é casar antes da viagem e providenciar um visto pra esta pessoa, ainda no Brasil 😉

  • O que fazer quando se é casada(o) oficialmente e se tem filhos?

Se for casada(o) “de papel passado”, não terá grandes problemas em obter um visto de residência para a Alemanha no Brasil. Atenção: Normalmente, a esposa dos funcionários enviados não obtem um visto de trabalho na Alemanha, a menos que tenha um passaporte de um mebro da Comunidade Europeia. Informe-se melhor, consultando um Consulado Alemão no Brasil. Por isso, a mesma costuma receber uma ajuda de custo (um tipo de mesada) e pagar os cursos de línguas até o nível intermediário (nível B1-B2).

 

  1. Quer estudar ou colocar seus filhos numa escola ou universidade na Alemanha?

 

Ciência Sem Fronteiras – Bolsas de Estudo para a Alemanha
 
  • Você tem filhos e a sua empresa lhe transfere para o país?

Então não se preocupe porque sua empresa tratará de tudo. Desde a orientação até a procura de vagas nas escolas públicas.

  • Seus filhos são menores de idade?

Informe-se também sobre como viajar com menores sem problemas! Visite o site do Consulado alemão aqui.

  • O que preciso para matricular seu filho numa escola ou universidade na Alemanha?

O primeiro passo é iniciar um curso de alemão. Depois, providenciar a tradução dos certificados, assim como dos históricos escolares (Ensino Fundamental e Médio/ Graduação etc.). Consulte o Consulado Alemão mais próximo para obter uma lista dos tradutores juramentados!

Quando chegar à Alemanha, deve contactar o Ministério da Educação do país e pedir o reconhecimento dos diplomadas, preenchendo um formulário e pagando uma taxa. Este processo pode demorar meses para um diploma universitário, já para o Ensino Médio é mais rápido (uns 2 meses). Normalmente um aluno que terminou o Ensino Médio no Brasil não pode entrar numa universidade alemã antes de frequentar um ano o chamado “Berufskolleg” (um tipo de colégio de adaptação para estrangeiros). Depois de um ano, o grau correspondente ao “Abitur” dos alemães é alcançado e o aluno poderá ingressar na faculdade.

Independente da resposta do Ministério da Educação alemão a respeito do reconhecimento do diploma universitário, é possível entrar em contato com o departamento de estrangeiros da universidade na qual pretende estudar. Na Alemanha, cada universidade tem autonomia para fazer seu próprio reconhecimento e decidir se oferece uma vaga na mesma ao estrangeiro a fim de que este possa fazer as adaptações necessárias e complete seus estudos, dentro dos padrões alemães. Claro que este deverá passar numa prova de alemão primeiro. O nível exigido é o avançado.

A boa notícia é que a Alemanha mudou a lei de reconhecimento de diplomas por falta de mão de obra qualificada em algumas áreas, prinicalmente na área técnica e médica.

Informe-se melhor em:

Ministério da Educação e  Cultura da Alemanha – Bundesministerium für Bildung und Forschung (em alemão e inglês)

Artigo sobre nova Lei sobre Validação de Diplomas Estrangeiros (em português)

 

  • O Sistema Educacional na Alemanha é igual ao brasileiro?

Sobre este tema, tenho uma notícia ruim e uma boa. Primeiro a ruim:

Infelizmente, o Sistema Educacional alemão não corresponde ao brasileiro.

Agora a boa:

Felizmente, as escolas públicas na Alemanha têm um bom nível de ensino e correspondem à maioria das escolas particulares no Brasil. Sendo assim, não é „normal“ colocar os filhos em escolas particulares na Alemanha. Com isso, seu dinheiro vai render muito mais J Notícia boa duas vezes, certo?

As aulas na Alemanha iniciam-se em setembro e terminam em julho do ano seguinte. Mas isso não acontece em todos os estados. É que cada um estipula seu calendário escolar e suas férias também.  Loucura? Nada disso! Uma questão de organização ara evitar a superlotação dos hotéis e maiores congestionamentos nas estradas.

Lembre-se que o território da Alemanha é mais ou menos 24 vezes menor que o do Brasil e, nele, moram 82 milhões de pessoas! Muita gente pra pouco espaço. Isso exige muita organização e todos êm que seguir muitas regras para garantir a boa convivência.

Voltando às férias escolares. Há 5 tipos de férias durante o ano, para a alegria da criançada. Estas, porém, são curtas. Estas férias recebem os seguintes nomes:

– férias de inverno (Winterferien)

– férias da Páscoa (Osterferien)

– Férias de Pentecostes (Pfingstenferien)

– Férias de verão (Sommerferien)

– Férias de outono (Herbstferien)

– Férias da época do Natal (Weihnachtsferien).

 

Informe-se sobre os sistemas educacionais do Brasil, da Alemanha e da Suíça nos sites abaixo:

– Sistema educacional alemão  

http://www.kmk.org/dokumentation/das-bildungswesen-in-der-bundesrepublik-deutschland.html (em alemão e inglês)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_dual_de_educa%C3%A7%C3%A3o (em português)

 

– Sistema educacional brasileiro

– Férias escolares na Alemanha para o Ano letivo 2014/2015

Sistema educacional suíço

Educação na Áustria

 

  • O que fazer caso seus filhos já tenham terminado o Ensino Médio e queiram continuar seus estudos na Alemanha?

Seus filhos querem vir para a Alemanha estudar num boa universidade pública? Se eles não estudaram numa escola com currículo bilingue, isto é, numa escola alemã-brasileira, então prepare-os psicologicamente! Há todo um processo burocrático a seguir, validação de diplomas, comprovante de proficiência no idioma alemão, procura de vaga, entrevista etc.

  • O Ensino Médio alemão tem um ano a mais! E agora?

Se você ou seu filho já terminou o segundo grau e acha que pode frenquentar uma universidade alemã está muito enganada(o). Isso só pode ocorrer se você frequentou uma escola internacional, como uma alemã-brasileira, cuja diploma vale nos dois países. Se este não for seu caso, certamente terá que fazer 1 ano extra para obter o chamado “Abitur” (Liceu técnico avançado). Ele corresponde a um ano a mais, se comparado ao Ensino Médio no Brasil.  Sem este “Abitur” ninguém, alemão ou não, frequenta uma universidade no país.

Quando você estiver na Alemanha terá que mandar fazer a equivalência de diplomas no Ministério da Educação alemão e receberá uma indicação de um tipo de “colégio especial” (xxxx), onde o “Abitur” para estrangeiros poderá ser feito.  Você se especializará em apenas algumas diciplinas e só poderá frequentar um curso universitário que estiver relacionado com essas disciplinas. Isso depois de comprovar o domínio do idioma alemão para este fim, claro. Esta exigência é, certamente, menor do que para uma universidade.

Consulte:

Ministério da Educação e  Cultura da Alemanha (Bundesministerium für Bildung und Forschung)

http://www.bmbf.de/de/14590.php  (em alemão e inglês)

Ou:

http://www.estudar-na-alemanha.org/sistema-de-educacao-alemao/ (em português)

 

  • O reconhecimento de diplomas e certificados podem ser feitos na Alemanha!

Consulte este site do Consulado Brasileiro na Alemanha:

http://munique.itamaraty.gov.br/pt-br/revalidacao_de_diplomas.xml#alemanha

  • As autenticações de cópias de documentos devem ser feitas ainda no Brasil para facilitar sua vida!

Consulte um Consulado Alemão pessoalmente ou faça uma pesquisa online no site http://www.brasil.diplo.de/Vertretung/brasilien/pt/KonsularserviceNeu/KonsularserviceNeu/04ReisennachDeutschalandundVisa/Anerkennung_20in_20Brasilien_20erworbener_20Abschl_C3_BCsse__pt.html

 

 

  1. Informe-se sobre o reconhecimento de seus diplomas! Quer estudar na Alemanha ou tem filhos que o querem?

http://munique.itamaraty.gov.br/pt-br/revalidacao_de_diplomas.xml#alemanha

  • Faça uma pesquisa online sobre o curso de seu interesse na Alemanha. Ao contrário do Brasil, na Alemanha, não há cursos de graduação em todas as áreas na mesma cidade. Cada cidade especializou-se em alguns cursos, por isso, os jovens alemães deixam o lar de seus pais cedo e costumam morar em repúblicas.
  • Visite a página web de sua cidade para encontrar informações sobre as escolas e faculdades locais.

Aqui você encontra mais detalhes sobre as:

 

  1. O que fazer assim que chegar na Alemanha?
 Sua primeira visita na Alemanha: A prefeitura mais próxima

Embora você já tenha:

  • o visto no seu passaporte em mãos (assim como o de sua família),
  • mandado traduzir seus diplomas e certificados,
  • um trabalho ou uma família que lhe receba,
  • uma vaga numa escola ou universidade,

você é obrigado registrar-se como morador da cidade no cartório de registros, dentro da prefeitura (Rathaus/Bürgerbüro/Einwohnermelderamt/) mais próxima de sua casa e deverá fazê-lo dentro de uma semana. 

Se você for transferido por uma empresa para a Alemanha, ela providenciará uma pessoa que cuidará desta parte burocrática para você. Caso contrário, precisa para sua inscrição como novo morador da cidade:

Guarde esta inscrição com carinho, pois sem ela voce terá problemas, por exemplo,

  • na sua empresa,
  • no banco, quando quiser abrir uma conta corrente,
  • prorrogar seu visto no órgão chamado “Ausländerbehörde” ou
  • quando precisar de uma autorização de trabalho nas agência do Ministério do Trabalho.

Para maiores informações,  consulte os Serviços de Assistência aos Cidadãos de sua cidade (“Bürgerservice”), pessoalmente ou online e informe-se sobre os dias e horários de atendimento. O Bürgerservice da cidade de Stuttgart, por exemplo, é http://www.stuttgart.de/item/show/316163/1/form/912

 

  1. Como adaptar-se rápido na Alemanha?

 blog_integracao_br_in_dt

  • Inscreva-se num curso de alemão e estude sem desanimar! Você precisa aprender a se comunicar melhor com os nativos! Se sua empresa transferi-la(o) para a Alemanha, ele certamente fará sua inscrição numa escola ou na empresa mesmo, assim como para seus familiares. Há cursos muito bons num tipo de Universidade Aberta, chama-se “Volkshochschule” (a tradução literal é Universidade Popular). Há uma em casa cidade. Os cursos intensivos (3/4 horas por dia) custam por volta dos 500,00 Euros e duram entre 2 e 3 meses. É possível parcelar também, mas isso só para quem pergunta 😉 Repasse esta dica para seus amigos! Há também cursos de uma ou duas vezes por semana. Estes são bem mais em conta e à noite. Se você obtar por outra escola, pagará mais ou menos o mesmo preço, proém terá menos aulas pelo seu dinheiro. A escolha é sua. Informe-se pela internet, visitante o site da “Volkshochschule” de sua cidade. É só digitar http://www.vhs-(nome de sua cidade), por exemplo: www.vhs-stuttgart.de ou www.vhs-berlin.de
  • Arrume rápido um trabalho! Como já cantava o brasileiro Fagner em uma de suas canções “Porque sem o seu trabalho, o homem não tem honra”. Para evitar olhares desconfiados e críticos das pessoas, procure um emprego, mesmo que seja apenas algumas horas por semana (o chamado “bico”)! Não é sempre agradável depender de outra pessoa para tudo.
  • Faça amigos de todas as nacionalidades, principalmente com os alemães! Não tenha contato só com brasileiros, nem ignore ou humilhe seu próprio povo. Você está na Alemanha e seria muito inteligente fazer novos contatos, aumentando assim seu grupo de amigos e conhecidos.
  • Tenha uma boa convivência com seus vizinhos! Evite confusões e discussões desnecessárias! Você está em um outro país e tem que respeitar as regras deles. Para tal: 

Auf gute Nachbarnschaft    

Não escute música alta! Seus vizinhos não vão tolerar ter que ouvir o seu gosto musical por muito tempo e irão reclamar com você e/ou quem lhe alugou e casa

Fale baixo, porque os vizinhos podem ouvir quase tudo que você fala. Como assim? Muitas paredes tem realmente ouvidos 😉 Elas costumam ser finas e as casas são praticamente coladas umas nas outras! Além disso, as ruas costumam ser silenciosas, a menos que você more numa avenida ou ao lado de uma.

Não use sapatos em casa, principalmente de salto alto, se tiver alguém morando no andar de baixo. Compre uma pantofel de solado macio (Hausschuhe)! Os alemães tiram os sapatos quando chegam em casa e seria educado você também fazer o mesmo. Quando for visitar alguém, observe se os outros convidados ou os anfitriões também o fizeram e veja se há “Hausschuhe” para convidados perto da porta (dentro da casa!). Se for uma festa num apartamento ou casa, isso não costuma ser necessário.

Siga as regras do condomínio, principalmente com relação ao barulho, à separação seletiva do lixo, ao seu dia de lavar roupas e pendurá-las na lavanderia e à limpeza semanal, tão típica na região sul da Alemanha (Kehrwoche)! Uma lista de regras está fixada bem na entrada da casa, em frente à porta ou ao lado.

Quando for fazer uma festinha de aniversário, por exemplo, avise aos vizinhos que o fará e já se desculpe caso seus convidados façam barulho. Seria gentil levar uns docinhos para os vizinhos de baixo e de cima também, como um agrado por qualquer desconforto. Mesmo assim, tente ouvir música não muito alta. A festa é sua e seus vizinhos talvez queiram assistir a um filminho ou dormir mais cedo. Se exagerar e sua festa virar uma balada das pesadas, tenha certeza que alguém baterá na sua porta reclamando. Depois das 22 horas, deve-se “manerar” ou alguém poderá chamar a polícia e os policiais virão realmente. Quer se divertir mais e fazer uma bagunça? Vá à balada! Há várias casas noturnas com vários ambientes, com ou sem música ao vivo. Assim, ninguém se irrita e todos curtem a noite 😉

 

10. Não esqueça, nem renegue suas raízes!

Você pode mudar de país, mas não poderá apagar suas origens. Valorize-as! A imagem do Brasil é melhor do que você pode pensar. O brasileiro costuma ser bem aceito por onde passa. 

Continue mantendo contato com seus familiares e amigos no Brasil. Um dia você pode querer viajar ou retornar para seu país de origem e aí todos podem estar bem “chatedos” por você ter “desaparecido” por tanto tempo. Todas se sentirão desprezados. Escreva uma carta ou envie um cartão para pessoas queridas pelo menos nos aniversário e no Natal. Se preferir, telefone ou mantenha contato com sua gente pelas redes sociais. Instale programas como o Skype ou Whatsup no seu celular ou computador. Você poderá então usar o sistemas de mensagens com ou sem o uso de uma câmera web. 

telefonar_c_br

                                   www.whatsapp.com.br; www.skype.com.br

 

Ser gentil, além de manter bons contatos, é sempre bom e inteligente.

Claro que pode comunicar-se pelo seu  telefone fixo também, porém consulte a internet primeiro e veja qual operadora tem a melhor promoção do dia. É relamente muito barato! Eu uso esta:

http://www.billiger-telefonieren.de/

Coloque o nome do país (com ou sem o nome da capital brasileira) em “Ziel angeben”, clique em “berechnen” e escolha o melhor preço. Para completar sua ligação digitar:

 o código da operadora + código do Brasil (0055) + DDD + Número do telefone brasileiro

 

Você ouvirá uma mensagem na qual o preço da ligação por minuto será repetido. Peste atenção nisso para evitar surpresas desagradáveis no fim do mês! Já vi erros algumas vezes na messgem eletrônica. Escolha outra operadora e pronto.

Normalmente custa menos de 1 centavo de Euro por minuto (até às 18h00).

 DSC06678DSC06681

Fotos: © Fábia Willems

 

Bem, espero que essas dicas possam ajudá-la(o) de alguma forma. Boa estadia na Alemanha e sucesso em tudo.

linguacultura10a7d10.jpg - Kopie2

 

Fonte das fotos

© Fábia Willems

www.google.com 

http://www.fmauriciograbois.org.br/admin/fotos/imagem_7_844.jpg

http://partiuintercambio.org/wordpress/wp-content/uploads/2012/05/alemanha-mapa-dicas-370×245.jpg

http://www.modelo-curriculum.com/wp-content/uploads/2012/11/como-trabalhar-na-alemanha.jpg

http://media1.faz.net/ppmedia/3061563286/1.1902443/article_multimedia_overview/1-fact-5-land-stadt-farbig.png

http://www.abendblatt.de/img/vermischtes/crop119619203/1588722194-ci3x2l-w620/Duden.jpg

http://www.batatolandia.de/wp-content/uploads/2014/08/trabalhar_na_alemanha2.jpg

http://bc02.rp-online.de/polopoly_fs/1.891636.1304418299!httpImage/2974097281.jpg_gen/derivatives/d540x303/2974097281.jpg

http://xn--einbrgerung-whb.net/wp-content/uploads/2013/02/Auslaenderbehoerde-300×199.png

https://linguacultura.files.wordpress.com/2014/09/a0185-bluecard.jpg

http://www.aprender-alemao.com/images/teste_alemanha.jpg

http://gustl-rosenkranz.de/wp-content/uploads/2014/08/Deutsch-730×547.jpg

http://www.vaybee-shop.de/channel/auslaenderbehoerde_collage.jpg

http://www.konz.eu/vg_konz/zentrale%20Dateien/Fotolia/Erster-Schwung/35386084.jpg?resize=322×201

http://www.eningen.de/files/eningen/inhalte/bilder_headerbereich/3_gemeindeverwaltung/3_8_mitarbeiter_a_z.jpg

http://www.dessau.de/images/Deutsch/Buergerservice/Buergeranliegen/eingangsbereich_b_rgerb_ro.jpg

http://www.schwarmstedt.de/joomla/images/Buergerbuero_Wartebereich.jpg

https://www.berlin.de/converjon/?height=125&width=166&url=https%3A%2F%2Fwww.berlin.de%2Ffotolia%2Fgegenstaende%2Ffotolia_52975468_subscription_monthly_xxl.jpg

http://www.gymnasium-gerlingen.de/Freizeit-Tipps/Architektur_S2/VHS_2012_9.jpg

http://www.dw.de/image/0,,1924767_4,00.jpg

http://www.allbusinessideas.net/gallery/types-of-business-you-can-own/types-of-business-you-can-own.jpg

http://www.integration.zh.ch/internet/justiz_inneres/integration/de/welcome/passender_deutschkurs/_jcr_content/contentPar/textimage_8/image.spooler.imagefull.573.jpg/1355926818602.jpg

http://static.zitty.de/fm/16/thumbnails/haus_neu.jpg.9697357.jpg

https://linguacultura.files.wordpress.com/2014/09/355eb-350px-brandenburger_tor_abends-c25c325b3pia.jpg

http://www.tecimob.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/10/rede-de-contatos-672×372.png

http://www.invyte.de/files/images/magazin/teaser-pic1.jpg

http://polpix.sueddeutsche.com/bild/1.1730540.1374751448/860×860/wohnung-mieter-mietvertrag-vermieter-schneeraeumen-kehrwoche.jpg

http://www.vinyl-audiophil.de/images/logo-hergestellt-in-deutschland.jpg

http://img.welt.de/img/muenchen/crop106217468/6090712158-ci3x2l-w580-aoriginal-h386-l0/Schloss-Neuschwanstein-Bayern-Deutschland-Europa-Schloss-Neuschwanstein.jpg

http://www.fachbuchkritik.de/assets/images/mercedes_benz_museum.jpg

 

 

Outras fontes e sites interessantes

https://linguacultura.wordpress.com/2012/06/24/stuttgart-city-2/

http://www.brasil.diplo.de/Vertretung/brasilien/pt/0201__DZBrasilia/DZBrasilia.html

http://www.bundesregierung.de/SiteGlobals/Forms/Webs/Breg/Suche/DE/Infomaterial/Solr_Infomaterial_Startseite_Formular.html?nn=8988

http://www.brasil-web.de/forum/

http://www.germany.travel/pt/informacoes-de-viagem/conheca-a-alemanha/a-alemanha-em-resumo.html

www.berlin.de

www.frankfurt.de

www.stuttgart.de

http://www.bluecard-eu.de/blaue-karte-eu-deutschland/ (em alemão)

http://www.bamf.de/DE/DasBAMF/Aufgaben/BlaueKarte/blauekarte-node.html (em alemão)

http://www.bamf.de/SiteGlobals/Forms/Sprachumschaltung/DE/Sprachumschaltung_Formular.html (em inglês)

http://www.bmbf.de/de/14590.php

http://munique.itamaraty.gov.br/pt-br/revalidacao_de_diplomas.xml#alemanha

Anmeldung bei der Meldebehörde – Formular (PDF – 489 KB)

Erläuterungen zum Anmeldeformular (PDF – 16 KB)

Registration at the registry office (PDF – 44 KB)

www.whatsapp.com.br

www.skype.com.br

Anúncios

Sobre Mª Fábia P. V. Willems

Professora & tradutora de Português e Alemão. Ama as letras, é curiosa e gosta de fotografar. Quer compartilhar conhecimento, trocar experiências, fazer novos contatos e buscar novas oportunidades de trabalho.
Esse post foi publicado em 5.1 Dicas de Alemão (Tipps zum Deutsch lernen), 5.3 Sociedade (Gesellschaft), 7 ATUALIDADE & CURIOSIDADES (Aktuelles & Kurioses) e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para 10 Super dicas para viver na Alemanha sem problemas

  1. Luciana disse:

    Adorei suas dicas… Vou me preparar e começar já a estudar a Língua Alemã. Obrigada

    Curtir

  2. Karina disse:

    Gostei muito das dicas. Mandei um email para vcs pedindo mais dicas, pois como tenho passaporte alemão, algumas coisas são diferentes! Agradeço desde ja!!
    Bjs

    Curtir

  3. Nilcilene disse:

    Muito boas suas dicas. Nao estou mais em visita, e sim morando aqui. Mas eh sempre bom aprender. 😉

    Curtido por 1 pessoa

  4. Marina Andrade disse:

    Olá, tudo bem? Gostaria de esclarecer uma dúvida sobre os procedimentos de vistoria de passageiros na chegada à Alemanha e também na partida. O que me preocupa são os body scanners dos aeroportos, aquelas máquinas que mostram uma imagem “sem roupa” do viajante com o propósito de verificar se ele está trazendo algo escondido junto ao corpo. Como mostrado nos endereços a seguir, nos EUA essas vistorias são corriqueiras e muitas vezes feitas sem qualquer respeito ao cidadão. Gostaria de saber como são esses procedimentos na Alemanha, se existem tais máquinas, se é obrigatório passar por elas (vão me ver sem roupa?) e se há agentes de imigração abusivos. Observações: 1) não me refiro aos detectores de metais que se assemelham aos usados nas portas dos bancos, mas aos aparelhos que possibilitam a visualização detalhada do corpo; 2) queira por gentileza informar o nome do(s) aeroporto(s) e a época em que o(s) usou.

    http://joaomagrini.blogspot.com.br/2010/11/vergonha-nos-aeroportos-americanos.html

    http://illuminati-xdddre.blogspot.com.br/2012/04/historias-de-terror-fisico-e-ideologico.html

    http://www.gazetadopovo.com.br/mundo/passageiros-se-revoltam-nos-eua-1czytm1e266f1wz74lcwu5172

    Curtir

    • Oi Marina! Não se preocupe com esse tipo de scanner. Eu nunca passei por uma e nunca ouvi ninguém falar que existe esse aparelho nos aeroportos na Alemanha. O sistema de controle é o clássico mesmo. A polícia é respeitosa. Fique calma. Só tenha toda sua documentação em ordem e dinheiro suficiente para o período de sua estadia no país. Se quiser ficar mais de 3 meses, deve pedir um visto no consulado alemão mais próximo de sua casa. Sendo assim, entrará e sairá do país sem problemas. Boa viagem então!

      Curtir

  5. Mari disse:

    Olá, muito obrigada pelas informações importantes, pela seriedade do blog. Me ajudou muito.Quero pedir a estadia do meu filho que ainda é pequeno, para que ele possa aprender a língua como materna. Dessa forma, também tentarei estudar lá. Talvez o Línguacultura possa me ajudar mais ainda. Até mais.

    Curtir

  6. roseleia disse:

    muito bom a dica obrigada

    Curtir

  7. Cris disse:

    Olá. Estou começando a pesquisa e a estudar as possíveis de ir para a Alemanha. Porém, percebi que terei que correr um longo caminho. Eu conheci um Alemão e estamos pretendendo nos casar. Porém ainda estamos amadurecendo a idéia. Mas preciso de ajuda para saber o que devo fazer é como funciona ? Por favor me dêem uma luz.

    Curtir

    • Olá, Cris. Esta é uma decisão muito difícil. Deixar tudo e todos que ama para viver num país extrangeiro só se for um grande amor capaz de suportar as dificuldades que certamente virão. Pense bem nos prós e contras para não se decepcionar. Venha conhecer o país, a família e os amigos dele sentir o clima que lhe aguarda. Observe com quem ele se relaciona e como trata a família. Depois você decide, usando também a razão, se uma mudança tão radical pode valoer a pena ou não. Boa sorte!

      Curtir

  8. Daniele disse:

    Ola estou arrumando minha documentação para a cidadania, mas fiquei um pouco preocupada pois são muitas coisas para se estudar antes de ir para lá…principalmente sobre a lingua e estudos de meus filhos para se dar continuidade…mesmo assim obrigada pelas dicas que foram de muita ajuda.

    Curtir

  9. Daniele disse:

    achei bem complicado tudo sobre a permanência…tenho que preparar bastante nesse caso

    Curtir

Deixe um comentário para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s